terça, 30 de novembro de 2021 | TRANSPARÊNCIA FISCAL | E-SIC |
04/02/2021

Nota de repúdio: vereadores criam comissão para cobrar explicações a Cagepa

Serviços prestados pela empresa são o motivo de requerimento


Com aprovação de uma Nota de repúdio endereçada a Cagepa, de autoria do vereador Marinaldo Silva (PSDB), em sessão ordinária, nesta quinta, 4, os vereadores da Câmara Municipal de Santa Rita criaram uma comissão para cobrar esclarecimentos sobre os serviços prestados pela empresa.


Em seu requerimento, o 1º secretário Marinaldo Silva (PSDB) pede que seja enviado a diretoria da Cagepa repúdio pelo mau serviço prestado no município, como falta d’água frequente e água com coloração estranha saindo das torneiras, nas localidades do centro, zona sul (Tibiri e região) e bairro popular, pedindo explicações sobre essa prestação de serviços na cidade.


Durante a sessão o vereador Marinaldo exibiu um vídeo demonstrativo e avisou que “esse vídeo não é na casa de nenhum cidadão, nem nenhum eleitor meu. É na minha casa. (...) Está aí a água que saiu da minha torneira neste mês de janeiro”.


Os vereadores Aderaldo Bento (Avante) e Alysson Gomes (PSL) também fizeram interpelações relatando casos de moradores que os procuraram para solicitar ajuda com esses transtornos. “Não tem como a gente conviver, Santa Rita, conhecida como a terra das águas minerais, conviver com um tratamento desses dado pela Cagepa”, avaliou o vereador Alysson.


Após vários vereadores subscreverem o requerimento, o presidente Cícero Medeiros (PP) propôs que fosse criado uma comissão com os representantes do povo santarritense para visitarem a Cagepa. “Deve ser feita uma visita a Cagepa, mostrar o vídeo e pedir para que seja explicado os motivos e tomar as providências cabíveis”, afirmou o presidente.

 


 

Assessoria de Imprensa – Patricia Silva



+ Política


© Câmara Municipal de Santa Rita/PB - 2017, Todos os direitos reservados