terça, 30 de novembro de 2021 | TRANSPARÊNCIA FISCAL | E-SIC |
20/05/2021

Parlamentar pede ações à secretaria de saúde nas metas das campanhas nacionais de vacinação

Requerimento pede ações para aumento da vacinação


Durante a realização da vigésima oitava (28) sessão legislativa ordinária, na Câmara Municipal de Santa Rita, na manhã desta quinta, 20, foi aprovado um requerimento para que a secretaria de saúde redobre os esforços para bater as metas nas campanhas nacionais de vacinação.


A reunião aconteceu de forma híbrida, com a participação de parlamentares em plenário e pela internet, com transmissão ao vivo pelos canais da TV Câmara no Youtube e pelo site www.cmsantarita.pb.gov.br .


De autoria do vereador Ten. Jair Noberto (Pros), a solicitação protocolada na Casa Legislativa pede que a secretaria de saúde estimule o alcance das metas nas campanhas nacionais de vacinação, com informes e orientações para a população.


O requerimento foi apresentado em plenário pelo 1 secretário Marinaldo da Silva (PSDB) para discussão e em seguida foi aprovado pelos parlamentares por unanimidade.

 

Queda na imunização nacional

 

De acordo com a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações (PIN) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, as coberturas vacinais não atingem nenhuma meta no calendário infantil desde 2018. Os dados foram apresentados na reportagem da Agência Brasil sobre a Jornada Nacional de Imunizações, em outubro de 2020.


As últimas metas de imunização para o público infantil atingidas no país, em 2018, foram de 99,72% do público-alvo para a BCG, e de 91,33% para o da vacina contra o rotavírus humano. Para ambas, a meta é superar os 90%, patamar que não foi atingido em 2019, apesar de terem continuado acima dos 80%. Já até 2 de outubro de 2020, a taxa de imunização do público-alvo da BCG chegou a 63,88%, e a vacina contra o rotavírus, a 68,46%.


A maior cobertura atingida no calendário infantil até outubro de 2020 foi na vacina Pneumocócica, com 71,98%. No ano passado, essa mesma vacina chegou a 88,59% do público-alvo. Entre as 15 vacinas do calendário infantil, o que inclui a segunda dose da Tríplice Viral, metade não bate as metas desde 2015, o que inclui a vacina contra poliomielite.


A coordenadora-geral, Francieli Fontana, explicou que a queda nas coberturas vacinais durante a pandemia foi um fenômeno sentido globalmente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 125 campanhas de vacinação que estavam marcadas para o primeiro semestre de 2020 foram adiadas. O problema da interrupção dos serviços de vacinação levou a OMS e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) a alertarem que 117 milhões de crianças em 37 países poderiam deixar de receber a vacina contra o sarampo, que também provocou surtos em diversas partes do mundo nos últimos anos, incluindo o Brasil.


Segue abaixo os requerimentos e projetos apresentados na sessão:

 

Requerimentos de autoria do vereador Ten Jair Noberto (Pros): providencia da colocação de placas indicativas com o respectivo nome das ruas, em todas as rua do Loteamento Shalon; determine a secretaria de saúde  do município que redobre os esforços para sempre bater as metas nas campanhas nacionais de vacinação, com informes e orientações para a população;


Requerimentos de autoria do vereador Cícero Medeiros (PP): pavimentação da Rua Manoel Francisco Tito, localizada no Jardim Planalto;


Projeto de Lei de autoria da vereadora Ivonete Barros (PP): Dispõe sobre denominação de Rua e adota outras providências;


Projeto de Lei de autoria do vereador Alysson Gomes (PSL): Dispõe sobre denominação de Rua e adota outras providências;


Projeto de Resolução nº 02/2021


Projeto de emenda a LOPM nº01/2021

 


Assessoria de Imprensa - Patricia Silva

*informações da Agência Brasil 



+ Política


© Câmara Municipal de Santa Rita/PB - 2017, Todos os direitos reservados